sábado, 4 de dezembro de 2010

Novo exame consegue identificar autismo em 10 minutos

O teste, desenvolvido nos EUA, utiliza um aparelho de ressonância magnética

Em apenas 10 minutos já é possível dizer se uma criança tem autismo, graças a um novo exame desenvolvido por cientistas americanos. O teste, que usa um aparelho de ressonância magnética comum, possibilita um diagnóstico cada vez mais precoce. A expectativa é que ele esteja disponível nos hospitais em cinco anos.

A um custo de 266 reais por paciente, o método apresenta uma precisão de 95%. Mostrando como diferentes partes do cérebro se comunicam, ele deve substituir a exaustiva série de exames tradicionais a que psicólogos, psiquiatras e neurologistas submetem as crianças atualmente - e que mesmo assim podem levar anos para chegar a uma conclusão.

Pessoas autistas têm conexões mais fracas entre diferentes partes do cérebro, o que resulta em lentidão no aprendizado e problemas de comunicação e comportamento. O exame desenvolvido em Harvard mostra como moléculas de água viajam pelas conexões cerebrais. Com esse dado, os médicos são capazes de dizer se o paciente tem um cérebro autista ou não.

Eficiência - Os pesquisadores afirmam que ainda é preciso realizar mais testes para comprovar se o exame é realmente eficiente, mas estão otimistas. Em exames com 60 pessoas, entre sete e 26 anos, a eficiência foi de 95%. "O paciente mais jovem que testamos tinha 7 anos, mas estamos realizando testes em crianças de três”, diz Nicholas Lange, da Harvard Medical School.

Além da rapidez no diagnóstico, o exame pode contribuir também para o tratamento que, conforme já se sabe, precisa começar o quanto antes para dar resultados satisfatórios.

Atualmente, há um caso de autismo no mundo para cada grupo de 100 pessoas.

Fonte: veja.com

5 comentários:

  1. Gostaria que vcs me enviassem,os alimentos que ajudam o meu filho João Pedro, ele tem 2 anos e 9 meses, é autista, e quero muito ajudá-lo, só que não entedi quais os alimentos que colocados nas papinhas e sopas podem ajudá-lo, obrigada desde já pela atenção.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola mariana ,le que omega 3 e muito bom pro meu filho sempre dou peixe. catiane de bh

      Excluir
  2. :( O João fez a ressonância magnética e não deu resultado nenhum. Todo o seu diagnóstico teve de ser feito por outras vias, pois pela ressonância magnética estava tudo bem... quando na verdade sabemos que não :( ... infelizmente ainda não estamos assim tão avançados. Mas existe um optimismo da parte da classe médica que com o tempo irá ser descoberta a causa e onde está 'instalado' essa 'deficiência' :) EU TAMBÉM ESTOU OPTIMISTA! At
    é lá é trabalhar trabalhar trabalhar e não desistir!

    mamã Sofia :)

    Kiss

    ResponderExcluir
  3. Olá, Marcelo Rodrigues,
    Não consegui visualizar seu email, por isso resolvi postar esta msg no site, pois fiquei impressionada com aparencia do seu filho em relação ao meu. Meu filho chama-se também Pedro e hoje tem 6 anos e sempre foi uma criança diferente. Já fui em vários médicos, mas até o momento não existe um diagnóstico que tenha desvendado. A última médica disse que ele tem caracteristicas de autismo leve. Gostaria muito de trocar informaçõe com vc, pois vc deve saber o quanto é difícil lidar com as situações, principalmente no que se refere à escolha de escolas, socialização com outras crianças, etc. De repente podemos nos ajudar, até na comparação de alguns comportamentos dos dois. Meu email é ellahtv@hotmail.com. Meu nome é Hélia. Se me responder, por favor, coloque -resposta-autismo no título, para eu saber do que se trata, pois não abro emails desconhecidos por medo de vírus.
    grata

    ResponderExcluir
  4. Tenho algumas suspeitas que meu filho Carlos Eduardo tem autismo, notei quando ele começou a falar e parou depois e falava em gestos , tem problema de estar com pessoas , se incomoda com muita conversa e muitas vezes agressivo e não suporta sair de casa, adora estar assistindo tv, fui ao neuropediatra, mas com o SUS, tudo demora , to com os exames mas tem um ano que ainda não foi chamado. Hoje ele tem 4 anos e estudei um pouco sobre o assunto tenho outro cuidado com ele. mesmo sem saber se ele tem autismo, me preocupo com esse mal comportamento dele , mas o amo muito e muito inteligente e tem dificuldade na fala , difícil de entender.

    ResponderExcluir